As complicações principais são precoces e se caracterizam por necrose cutânea da ferida operatória, progressão da necrose, síndrome dolorosa do pé por hiperperfusão, hiperestesias dolorosas e roubo por FAV residuais no trajeto da veia até o pé.

Sindrome de hiperperfusão. Fonte: Arterialization del pie por isquemia, F Lengua A.

Manchas equimóticas na primeira semana de pós operatório. F Lengua A.

Complicações Precoces:

  • Necroses cutâneas da ferida operatória no pé, progressão da necrose apesar da patência da fístula AV.
  • Síndromes necróticos dolorosos do pé por hiper-perfusão (figura 01).
  • Hiperestesias dolorosas.
  • Manchas equimóticas
  • Manchas petequiais
  • FAV residuais no trajeto da esqueletização.

 

Complicações Tardias:

  • As séries estudadas não referem casos de sobrecarga cardíaca nem de varizes do membro operado. As tromboses tardias do enxerto geralmente não são acompanhadas de fenômenos isquêmicos.

 

Referências: Lengua Almora F; Arterialization Del Pie Por Isquemia – Ultima Oportunidad para evitar amputaciones em diabéticos.1ª edicion. Lima, Ed. Delvi S.R.L.Julio, 2006.

Ir para página: 01020304050607 – 08 – 09101112 – 1314